Acompanhe nas
redes sociais
 » OVELHAS DESVIADAS E PERDIDAS  » OVELHAS DESVIADAS E PERDIDAS  » OVELHAS DESVIADAS E PERDIDAS

Artigos

OVELHAS DESVIADAS E PERDIDAS

Devemos cuidar bem do rebanho de Deus, e as ovelhas desviadas e perdidas precisam de nossa atenção. Ambas estão fora do caminho do Senhor em níveis diferentes e devem ser trazidas de volta.
As ovelhas desviadas
Há muito a dizer sobre isso. São aqueles que se afastaram do caminho, ou andam por caminhos complicados ao redor do aprisco. Erraram o alvo e ainda pensam que estão certas.
Conhecer a Jesus significa conhecer um Salvador digno de confiança. Precisamos compreender as razões que as levaram a se afastar da graça de Deus ou da comunhão do corpo: graça para voltar para Cristo, graça para manter-se com Cristo, e graça para retornar a Cristo. Precisamos vivenciar e levar aos seus corações o texto da Palavra de Deus, que diz. “Portanto, dize-lhes: Assim diz o Senhor dos Exércitos: Tornai-vos para mim, diz o Senhor dos Exércitos, e eu me tornarei para vós outros, diz o Senhor dos Exércitos” (Zacarias 1.3).
As ovelhas perdidas
Este caso é bem mais sério. A “perdição” desta ovelha pode ser algo bem mais complexo, pois ela pode ter se afastado para tão longe do aprisco e do pastor que elas não sabem mais quem são ou onde estão. Estas estão perdidas interiormente.
Não podemos nos empolgar com uma grande frequência na igreja, com os números altos. Casa cheia não quer dizer necessariamente saúde espiritual e compromisso profundo. Precisamos ter certeza de que cada pessoa está profundamente relacionada com o corpo todo, e servindo ao Senhor com alegria.
É responsabilidade de cada pastor e líder garantir que ninguém esteja distante da comunhão do corpo. Todos os supervisores, e até líderes de grupos de vida, devem chamar para si a responsabilidade de ir atrás das ovelhas, seja em qual for a condição acima em que se encontrem.
Ezequiel 34.4 diz que os pastores dominaram com dureza e brutalidade sobre as ovelhas.
Deve ser o contrário: devemos ser amorosos, solícitos, e garantir que todo mundo seja bem tratado, amado, e receba palavras claras, onde a motivação e o coração do pastor seja claramente comunicado, sem deixar dúvida alguma.
Devemos nos humilhar muito, pedir muito perdão, quando as ovelhas têm qualquer queixa. Quando assim o fazemos, temos surpresas esclarecedoras, mas nem sempre agradáveis, pois descobrimos que em algum lugar, de alguma forma, “pisamos na bola”. O sucesso não justifica algumas atitudes erradas para com os outros. Precisamos garantir que nenhuma ovelha fique triste por nossa causa. (Pr. Abe Huber)

Publicado em 11 de janeiro de 2019